Sobre mim



Olá, querido leitor. 
Normalmente em uma página falando mais sobre mim deveria começar me apresentando pelo nome e pelas minhas características físicas. Não obstante, acho quesitos desnecessários comparados a grande carga do conteúdo que tenho a falar para que você realmente me conheça.

Enfim, estou comemorando a vida há 16 primaveras. Desde que nasci já corri por mais de 151 trilhões de quilômetros na galáxia, sendo transportada neste planeta que corre a 300.000 km/s.

Sempre tive um caráter observador e argumentativo ( o que já me colocou em grandes enrascadas, mas já me ensinou muito) e desde pequena questiono tópicos filosóficos ainda não explicados.

Sou conhecida pela minha dedicação e meu empenho em tudo o que faço. Sendo uma virginiana caricaturada, sou muito perfeccionista. Gosto das coisas do meu jeito, sempre corro atrás dos meus sonhos até alcançá-los e nunca deixo algo pela metade: se comecei alguma atividade, vou até o final.

Nas horas vagas ( muito raras) gosto de ler, tocar piano e dançar. Para mim, só se vive uma vida plena se se está atrás de conhecimento durante toda a existência porque, afinal, no final morremos só com a bagagem do conhecimento que vamos ganhando ao longo da vida.


Apesar de ser filha única e ter que ter amadurecido muito cedo, era fã da Disney, como toda criança,  o que me influenciou a querer um mundo perfeito e encontrar meu príncipe encantado. Não vivo em um mundo perfeito, mas luto todo dia para torná-lo meu próprio País das Maravilhas.

Já me machuquei muito quando se fala a respeito do amor. Talvez porque tenha uma personalidade muito forte ou por ser uma romântica incontrolável. 
Um segredo? Não me lembro de não estar apaixonada desde que me entendo por gente. Seja amor platônico ou correspondido. De qualquer modo, acho que o amor ainda conseguirá mudar o mundo. Não digo só sobre a paixão entre um casal, mas sobre o amor que temos um pelos outros, sobre aquele sentimento de querer o bem, não importando a quem. 

Pelo que vocês puderam perceber, além de ser 99% realista, sou feita também de 1% de esperança, à qual já me salvou de desistir de grandes sonhos. 

 Quando olho para o futuro me vejo como médica. Diferentemente de muitos, todavia, não cursarei medicina pelo status ou pela remuneração. Cursarei este curso nobríssimo para conseguir achar algum detalhe que ninguém tenha achado ainda, que tenha passado despercebido; para salvar vidas direta ou indiretamente e para, após morrer, não ser apagada da história porque o meu maior medo é ser esquecida. 


De qualquer modo, sejam  bem-vindos ao meu blog e ao meu universo. Espero que gostem e aproveitem o que é oferecido neste pedacinho da Terra perdido no meio de uma Galáxia.